Pesquisas

Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: crise econômica e crise política

Os artigos são produtos de pesquisas desenvolvidas desde 2016 pelo Núcleo de Estudos em Movimentos e Práticas Sociais (NEMPS) do Departamento de Serviço Social e Programa de Pós-Graduação em Política Social da UFES. Estas pesquisas tem buscado compreender as novas modalidades de organização, comunicação e mobilização dos movimentos sociais no Brasil e seus impactos sobre as instituições democráticas do país, em particular sobre as instituições destinadas a assegurar a participação popular na gestão de políticas públicas.



Movimentos sociais no Brasil contemporâneo: crise econômica e crise política

Resumo: O artigo objetiva compreender os movimentos sociais no Brasil a partir da grande crise capitalista iniciada em 2008 e de suas expressões políticas mais visíveis: a organização e mobilização social em redes, fóruns e coletivos. Foram usados dados secundários (artigos científicos e jornalísticos) para mapeamento de aspectos do fenômeno. O mapeamento faz parte de um programa de pesquisa que objetiva compreender as principais tendências das recentes transformações de movimentos sociais e instituições democráticas no Brasil.

Palavras-Chave: Manifestações de massa, Movimentos Sociais, Democracia.

Link para acessar: http://dx.doi.org/101590/0101-6628.182

Dinâmicas de organização e mobilização social contemporânea: do alto falante ao website

Resumo

Este trabalho objetiva refletir sobre os movimentos sociais no Brasil contemporâneo da segunda metade do século XX até os dias atuais, momento em que contestações às consequências da globalização neoliberal (desemprego, empobrecimento, degradação ambiental e conflitos por terra e água) em todo o mundo parecem ter maior visibilidade em função das mídias sociais e tecnologias da informação e da comunicação. Mostraremos a partir de diferentes correntes analíticas que a ação política dos grupos conectados em rede parece favorecer o surgimento de novas dinâmicas de mobilização e organização de movimentos sociais, bem como, propiciar o fortalecimento da autonomia dos mesmos.

Palavras-chave: movimentos sociais; tecnologias da informação e da comunicação; neoliberalismo.

Link para acessar: http://dx.doi.org/10.15603/2175-7755/cs.v40n3p129-156


©2020 DEMOCRACIA & PARTICIPAÇÃO - Todos os direitos reservados