Pesquisas

As jornadas de junho e a questão de gênero: as idas e vindas das lutas por justiça. Revista Brasileira de Ciência Política

Este artigo discute questões de gênero durante o processo das manifestações que ocorreram no Brasil a partir de junho de 2013. Foram levantados, dentro de coletivos envolvidos em tal processo, conflitos e tensões de gênero, bem como as estratégias adotadas para o enfrentamento deles. Essas discussões estão assentadas em três matrizes teóricas: teorias dos movimentos sociais, teoria do reconhecimento honnethiana e discussão feminista sobre autonomia.

O texto está ancorado em 20 entrevistas realizadas com integrantes de coletivos de Belo Horizonte dentro da pesquisa Protestos e Engajamento Político. Nossos achados evidenciam a existência de opressão dentro de movimentos tidos como emancipatórios, mas assinalam o potencial transformador do desrespeito, que instiga estes coletivos a repensarem-se ao longo de suas lutas.

Palavras-chave: manifestações; gênero; justiça; feminismo

Link para PDF: http://www.scielo.br/pdf/rbcpol/n22/2178-4884-rbcpol-22-00093.pdf

Tags:

©2020 DEMOCRACIA & PARTICIPAÇÃO - Todos os direitos reservados